domingo, 16 de março de 2008

tarte au poisson......

A primeira vez que comi essa torta tinha apenas 12 aninhos. Me lembro como se fosse hoje o sabor e a perfeição com que aquela francesa preparou a torta na cozinha da mamãe. Fiquei encantada ....... A Dominique estava no Brasil fazendo um estágio com o papai e queria fazer um jantar para nós. Ela marcou o jantar para uma sexta-feira mas a mamãe nunca imaginou que ela chegaria tão cedo..... Estava sozinha em casa e aos trancos e barrancos tentei decifrar aquela língua tão cheia de charme e ao mesmo tempo tão estranha para mim. Através de mímicas e muita força de vontade consegui entregar todos os ingredientes para a amável francesa. Foi um jantar magnífico e que ficará para sempre na minha memória. Fazia anos que não comia a inesquecível torta de peixe......olhando meu caderninho de receitas o aroma veio à tona e resolvi fazer a deliciosa torta num lindo domingo de inverno. Servi a torta de peixe com uma saladinha de alface, laranjas e amêndoas regada à azeite e vinagre de framboesa. Como sobrou massa fiz algumas tortinhas individuais......uma graça. Claro que o técnico do blog e a amigona jantaram aqui e aprovaram. Muito saborosa ........
Torta de peixe da Dominique

massa
- 200 g de manteiga sem sal
- 400 g de farinha de trigo
- 1 colher (chá) de açúcar
- 1 colher (chá) de sal
- 150 ml de água

Amassar a farinha com a manteiga. Acrescentar o sal e o açúcar. Ir adicionando água até obter o ponto de uma massa para abrir no rolo. Nem sempre precisamos utilizar os 150 ml de água...... Abrir a massa com a ajuda de um rolo e forrar uma assadeira untada de fundo removível de 24 cm de diâmetro. Colocar grãos de feijão sobre a massa para não formar bolhas e pré-assar em forno pré-aquecido à 180 °C por aproximadamente 15 minutinhos.

peixe: usar o filé de peixe de sua preferência. Eu usei filé de tilápia. Assei 5 filés temperados apenas com sal. Deixei esfriar, desfiei e reservei.

creme
- 500 ml de leite ou de água (usei leite)
- 4 colheres (sopa) de farinha de trigo
- 290 ml de creme de leite
- sal à gosto
- 1 colher (chá) orégano seco (eu usei ervas de provence)
- pimenta-do-reino moída na hora à gosto
- noz-moscada à gosto

- 3 colheres (chá) de farinha de rosca e 200 g de queijo ralado grosso (usei emmental) para gratinar. Misturar os dois e reservar.

Numa panela misturar a farinha com o leite. Salgar, acrescentar a pimenta, as ervas, a noz- moscada e levar ao fogo médio até engrossar. Cuidado para não formar grumos. Se achar que não vai engrossar, dissolver uma colher de chá de farinha de trigo em um pouquinho de leite e acrescentar à mistura.

Quando a mistura engrossar, retirar do fogo e adicionar o creme de leite. Mexer bem e acrescentar o peixe desfiado. Deixar esfriar um pouquinho e colocar o creme na massa. Salpicar a mistura de queijo ralado com farinha de rosca (de pão) e levar ao fogo para que a massa termine de assar. Deixei por aproximadamente 30 minutos em forno pré-aquecido à 180°C. A massa ficou bem dourada e a torta bem gratinada.

24 comentários:

Lili disse...

Vizinhos sortudos!
bjs

Elvira disse...

Acabo de descobrir este seu delicioso blog. Vou já colocar um link no meu para voltar muitas vezes. :-)

Já agora, você não se quer juntar à nossa comunidade de blogs culinários em língua portuguesa...? É qui: http://www.cozinhasdomundo.com/

Até lá ! Beijos.

Receitas da Filipa disse...

Que deliciosa deve ser essa tarte!!
As fotos estão lindas e a mesa um charme...

Beijinhos

Laurinha disse...

Fabrícia, que delícia que deve ser!!! nunca comi...estou aqui imaginando o sabor!
Beijinhos,

Dani Rollemberg disse...

Querida, achei atorta linda, mas não como peixe de forma alguma, e nem nada do mar.
Dá para substituir por um peito de frango?
A aparência me deixou tentada a experimentar...
Bjs

Bia Belliard disse...

queria ser tua vizinha tb !! amei esta torta ! bjs

laila disse...

depos dessa estou até cogitando a possibilidade de mudar pro canadá e procurar uma casa colaca a sua...

bjs

Luciana Macêdo disse...

É incrível com não esquecemos os bons momentos e eles quase sempre estão associados a sabores e aromas.
Agora estes seus vizinhos nasceram com uma estrela apontada para você.
Bjs!

Marcia disse...

Fa, que delícia de lembrança e de tarte! Vc recomenda algum outro peixe para o recheio? Bjs

Erasmo disse...

Não queria "fazer inveja" a todos... mas como é gostoso ser cobaia dela... ;-)

cozinha da drica disse...

Fabricia ficou muito lindinha a tortinha individual!!!! Como é bom o cheirinho das boas lembranças né? Bjks e ótima semana!!c

Letrícia disse...

Nossa, que clima mais gostoso, o dessa mesa! E a torta em porção individual fica um charme.

Anônimo disse...

adorei seu blog, seu humor, sua forma de redigir, suas receitas, tudo lindo. Parabéns!

iliane disse...

amiga querida..adorei saber sobre a francesa que fez a torta em sua casa quando menina!!mas..amiga..a sua tá linda!!!seus vizinhos e tecnicos do blog..devem amar essa vizinha tão prendada..amei as fotos maravilhosas e a torta divina!!um luxo..como você diz!!!beijus..li

pipoka disse...

Fabrícia:
Está tudo um verdadeiro luxo: a apresentação da mesa, do prato e a receita...maravilha!

bjs

Marina disse...

Ai, Fabrícia!
Quem sabe um dia eu não cozinho igual a você! Minha mão já não é lá essas coisas para cozinha! Mas pra fazer qualquer tipo de massa, então... uma tragédia! rsss
Nunca acerto!
delícia!!

Adorei as cadeiras!

beijocas

Natércia disse...

Fabricia está tudo uma maravilha e tão chique adorei um beijo. Natércia:))

Lú! disse...

Fá vc arrasa!!!!
Receita, mesa....Td um charme!!!
Ah!!! viu só?!?
Mas vc que deu a idéia...claaaaro que ia dedicar o post a vc!hihihi
Bjossssssss
:)

Odete disse...

Fabricia, linda essa historia e tambem as tortinhas que estao chamativas e sao de peixe que adoro!
beijo p/ ti

Eliana Scaramal disse...

A mesa está impecável, com essa torta e sua companhia, eu jamais esqueceria. :)

Goreti disse...

Fabrícia, umas das coisas que mais me fascina na culinária é o poder que ela tem em nos levar a outra dimensão de tempo,de nostalgia. O simples lembrar de uma receita nos remete as várias lembranças, quando começamos a sentir o aroma, a outras, e quando atinge o paladar...ah!!! aí sim ocorre uma explosão de lembranças. Comigo é assim, e como isso me deixa feliz!!! Esses é um dos vários prazeres que encontramos neste mundo gastronômico...

Se prato ficou lindo!!

Beijos!!!

Vera disse...

Vc sempre muito cuidadosa com os detalhes!
Bjo
vera

Leila disse...

Fabricia, achei tua torta uma graca e a massa parece ser bem crocante. quer ser minha vizinha?
beijinhso

Cláudia disse...

Fabrícia, esses dias mesmo estava pensando, será que o Sopa Vermelha está em Cozinhas do Mundo? Que bom que a Elvira já te viu e colocou você lá, pois seu blog é Top! Tem muitos diferenciais e é multi-cultutal. Parabéns.

Adorei a "tarte au poisson" e sua história. Imagino vc com a francesa na cozinha...que graça. E quem diria que o destino seu seria ir para um lugar de língua francesa e tão charmoso. A receita é ótima e já está na lista das prioridades.

um beijo grande, saudades!